Por: Vinicius Zart

CREF: 014991 - G/RS

Coach e CEO ZartFit

28 de agosto de 2015

6 min. de leitura

214 compart.

Você acha chato fazer um treinamento aeróbio? Pois é, algumas pessoas não gostam, acham monótono.

Mas, se você compactua com esse pensamento, é bem possível que não tenha investigado as possibilidades de atividades para desenvolver o condicionamento aeróbio e a sua importância para a saúde e o desempenho físico.

O coração, por exemplo, é um músculo e também precisa ser exercitado, assim como todo sistema cardiorrespiratório, que é o “motor” do corpo humano.

O sistema cardiorrespiratório – que tem um papel importantíssimo nos exercícios e também na manutenção da vida – é composto pelos sistemas cardiovascular e respiratório.

O sistema cardiovascular é formado pelo coração e vasos sanguíneos (artérias, veias e vasos capilares).

Sua responsabilidade é transportar oxigênio e nutrientes, através da circulação do sangue, para todas as partes do corpo humano.

Condicionamento Aeróbio | Motor do Corpo Humano

O sistema respiratório é formado pelos pulmões e vias respiratórias (cavidades nasais, faringe, laringe, traqueia e brônquios).

Sua função é absorver o oxigênio do ar, para o sistema cardiovascular transportar, e eliminar o gás carbônico retirado das células, através da inspiração e expiração.

Condicionamento Aeróbio | Motor do Corpo Humano

As funções desses dois sistemas, combinados, são vitais para o nosso organismo e determinantes para o desempenho em qualquer atividade diária ou esportiva.

Os outros sistemas do corpo humano também são importantes e todos se complementam, mas para ilustrar a “máquina” chamada corpo humano, podemos dizer que o sistema cardiorrespiratório é o motor e os outros sistemas são engrenagens auxiliares.

Portanto, um motor que apresenta mal funcionamento, seja por problemas em seus componentes (doenças crônicas) ou por falta de ajustes nos mesmos (inatividade), terá o desempenho de suas funções prejudicadas (captação e transporte de oxigênio e nutrientes para todo corpo).

Na prática isso resulta em dificuldade para respirar mesmo com pequenos esforços, como subir escadas, lavar o carro, cortar a grama, brincar com os filhos e outras atividades básicas e rotineiras.

Ou seja, se está com um condicionamento aeróbio muito baixo. Se já é difícil fazer atividades diárias, se torna ainda mais difícil realizar alguma atividade esportiva, que requer uma maior dinâmica corporal.

É um ciclo vicioso: quanto menos se faz atividades para melhorar o condicionamento aeróbio (ajustes no motor), mais diminui a capacidade do sistema de executar as funções vitais e de você realizar as atividades diárias.

Esse ciclo tem que ser interrompido! Entenda, a seguir, o que fazer e os benefícios que se pode ter com essa ação.

Condicionamento Aeróbio – Atividades

Como falei no início, se você acha chato e monótono os exercícios aeróbios, é possível que não tenha conhecido todas as possibilidades. Para melhorar essa capacidade física, você deve priorizar as atividades cíclicas.

A questão é que existem diversos tipos de atividades cíclicas e ainda diversas formas de realizar cada tipo.

Existem atividades aquáticas, como natação, hidroginástica, hidrobike e outros esportes na água.

Também é possível fazer as mais tradicionais: caminhada, corrida, ciclismo e modalidades de ginásticas coletivas, como jump, circuito, combat, zumba e outras.

Atividades específicas, como pular corda, fazer polichinelo, exercícios com escadinha de agilidade, cones, barreiras, elíptico e bike ergométrica, também são excelentes.

Ainda é possível fazer a combinação de diversos desses exercícios através de treinamentos em circuito ou intervalados.

Fora isso, existem vários esportes em quadra, grama e areia, como futebol, vôleibol, handebol, basquete, tênis e centenas de outros que auxiliam a desenvolver o condicionamento aeróbio de uma forma mais divertida, por causa do envolvimento com o jogo.

Enfim, possibilidades não faltam. Resta você experimentar algumas delas para descobrir qual você tem mais afinidade!

Condicionamento Aeróbio – Benefícios

Um benefício importante desse tipo de atividade que desenvolve o condicionamento aeróbio é a prevenção de doenças crônicas, relacionadas ao coração, pulmões, pressão arterial, circulação, etc.

Para evitá-las, você tem que fortalecer todas as “peças da engrenagem”. A definição de saúde é a ausência de doenças, associada a um completo bem estar físico e mental.

Então, para melhorar ou manter a saúde, essas ações são essenciais.

Falando em bem estar, as atividades aeróbias em geral ainda promovem uma sensação de prazer e relaxamento em uma magnitude maior do que os exercícios localizados, por exemplo, por causa da liberação hormonal que está envolvida.

Mais especificamente, a liberação da endorfina, que tem uma potente ação analgésica e está relacionada também com a melhora no humor.

Além disso, esse tipo de treinamento promove um maior gasto calórico, sendo um excelente aliado em programas de emagrecimento. 

Se o seu objetivo principal é desenvolvimento muscular, seja resistência ou aumento de volume, você também precisará estar com um condicionamento aeróbio pelo menos bom.

Você já passou pela situação de estar fazendo um treinamento mais intenso na musculação e faltar o fôlego entre uma série e outra e, às vezes, ainda ter que dar um intervalo maior para se recuperar?

Pois é, lembra das funções do sistema cardiorrespiratório? Lembra que ele é o nosso motor?

Se você não estiver com um bom condicionamento aeróbio, não conseguirá realizar um treinamento intenso, afinal, para o oxigênio e nutrientes chegarem em grandes quantidades aos músculos, é necessário um bom sistema de captação e transporte dos mesmos.

Então, depois de descobrir todas essas possibilidades de atividades e benefícios, você está esperando o quê para melhorar o seu condicionamento aeróbio e ajustar o motor do corpo humano?

Deixe sua opinião: